quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

sábado, 24 de dezembro de 2016



Cadê você ?

Ivone Boechat
  
Onde está aquele menino
que se perdeu
devagarinho
nos caminhos do Natal?
Aquele menino é você,
anônimo,
na palidez da concorrência,
cansado de tanto correr,
correndo atrás do dinheiro,
se esquecendo de viver...
Tire seu nome afinal
dos achados e perdidos,
valorize mais você,
que tal?
refaça conceitos,
reconheça direitos,
arquive os dias falidos,
aí a gente se vê,
feliz da vida,
nesse Natal.

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Natal, simplesmente Natal

   Ivone Boechat

A humanidade
amanheceu diferente?
Alguém sonhou
que estava mais temente?
Os surdos espirituais
juntaram-se aos cegos sociais
para fazer estrondosa manifestação
em prol do amor?
Ah! Então hoje é  Natal;
quem desejou o mal,
não deseja mais,
quem abandonou,
foi buscar filhos e pais;
aquele que odiou
se blindou do mal,
está neste momento,
sem nenhuma dor moral,
acaba de prometer a si mesmo
e aos demais,
que ao invés de ostentação,
vai dobrar os joelhos,
promover ação,
daqui pra frente,
seguir os conselhos
e cuidar da fé,
receber, definitivamente,

Jesus no coração 

Trovas em homenagem à Santo Aleixo-Magé RJ













quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Bora

Bora
Ivone Boechat

Entre nesse trem do sonho,
sem banco de lamentos,
sem cobrador,
enxugue o suor
para embarcar
risonho,
a passagem
foi paga
com vale
sofrimentos,
até chegar
à estação do amor!


quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Quando chega o Natal



Quando chega o Natal

Ivone Boechat

Quando ressoam
os primeiros acordes
da festa de Natal,
uma saudade acorda
os corações da humanidade;
parece que o livro da vida foi aberto
lá na introdução da história
que ficou bem longe,
vultos e personagens
desfilam na memória,
ressurgindo vivos, latentes,
num caminho de luz;
muitos de nossos pais
já se foram,
mas  deixaram
marcado no calendário
a data  simbólica do aniversário
e a doce missão  de  abraçar
JESUS.


terça-feira, 6 de dezembro de 2016

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Sinos do Natal


Sinos do Natal

Ivone Boechat

Tocam os sinos da
solidariedade,
os acordes da esperança
começaram a vibrar!
O aroma da promessa de Deus
está exalando no caminho
dos homens de boa vontade,
o amor pediu licença
pra chegar;
estende a sua mão,
alcance os aflitos,
veja quantos sofrem
com súplicas no olhar,
dobra os joelhos,
tempo de fé,
não esqueça de se levantar

para atender os gritos.

domingo, 4 de dezembro de 2016

Trovas de Ivone Boechat





As dores que mais doem,
as que mais machucam você,
são aquelas que te moem,
você chora e ninguém vê.
                            
Ivone Boechat